terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Recordações de um 2012 Memorável

Há tempos que gostaria de escrever, como forma de conversar com as letras, como forma de memória escrita, e com tudo que poderia ter significância em minha vida. No entanto, havia pouco tempo, e a correria do dia-a-dia me impedia de realizar essa ação. Hoje, vejo que não há momento melhor, do que agora e pra já. Descrevo aqui, o que mais me marcou no percurso desse ano, superando expectativas em todos os seus capítulos. As metas aspiradas encontraram-se pelo caminho de tal forma, que me vi ali, dentro delas... Monitorias, Projetos de Pesquisa e de Extensão, Funções Acadêmicas, Trabalho de Conclusão de Curso em Andamento; Arbitragem, Atuação Escolar, Publicações, Prêmios, Apresentação de Palestras, Ampliação da Rede de Contatos; Organização de Eventos, Cursos, Extensão Universitária... Quantas e quantas madrugadas passei em claro, vendo o sol nascer e o galo cantar, mas, aprendi “Que não devo perder tempo dormindo, porque a noite eu penso e de manhã tenho novas ideias”, e digo sem nenhum receio: Tenho cede de tudo isso, não falta afeto e carinho, pois, o processo mental está no coração. Se há algo de mais novo e especial, que não poderia de forma alguma deixar de elucidar aqui, se configura no ingresso como aluna bolsista ao Programa de Iniciação Científica ASCES – 2013, um ano de construção plena engajada no projeto, e um momento inesquecível ao receber o resultado... Assim, se fez um dos momentos que minha memória-recordação manterá nítida, de forma permanente como as nuvens do céu. E a vida social? Essa foi umas das perguntas que mais me foi indagada por pessoas de diferentes locais, perfis e características, mas afirmo: Guardo maravilhosas lembranças com meus familiares, professores-mestres, amigos, colegas de profissão, em vários lugares e ambientes... Eu costumo dizer que, o tempo parece me encontrar, ele consegue se “acertar” de uma forma que me permito encaixar perfeitamente... “Milagres acontecem quando a gente vai à luta”. Um dia me disseram que “A ordem pode nascer da desordem, que o tempo é irreversível”, “Que a vida é dividida em episódios e cada aluno é um caso clínico”, e que “nós somos gestores das nossas tomadas de decisão”. Também me contaram que “tudo na vida é opção e que você tem que descobrir algo ou alguma coisa que te inspire”, que devemos agir sempre com “Ética, Respeito e Competência” e que “A vida é como andar de bicicleta, precisamos estar em constante movimento para manter o equilíbrio”. Ah, ainda me disseram que se faz necessário 10.000 horas para que se possa atingir a fronteira do conhecimento. Deixo aqui evidenciado, que me recordo de cada pessoa que um dia me disse essas palavras, e tantas outras, estes, aprendizados diários, que não seria possível sem a presença de pessoas únicas em minha vida. Todos que de alguma forma passaram por mim, sempre deixam algo, mesmo que não saibam ou nem imaginem... Sempre aprendo com cada um que passa por mim, nem que seja um “simples” gesto de abraço, de elogio, um bom dia, um sorriso... Eu posso até estar enganada, mas vejo que minha vida, fortalecida por tantos momentos, me procurou e me fez ser o que sou hoje. Tenho a consciência de que pouco foi feito, e que há muito a se fazer. Cada vez mais eu busco sentir o meu coração, as batidas, as melodias... E sei que ele me diz que a felicidade, a felicidade está cá dentro, e o mais importante, é saber que sinto o amor no que faço... Pois, o amor é algo que se confundi com o que você faz, e é.

4 comentários:

  1. Eu amo seu blog. Passei aqui pra dizer isso.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo Blog e pelo escritos, gostei muito...

    ResponderExcluir
  4. Quando as atitudes são misturadas com amor. Vemos o amor vencer. E quando o amor vence a vida vence!

    ResponderExcluir